A campanha Outubro Rosa deste ano trouxe as medidas de prevenção do câncer de mama para o centro das conversas.

Sim, é possível prevenir essa doença que, somente no ano passado, atingiu cerca de 60 mil mulheres.

Por isso, especialmente se você estiver dentro do grupo de risco para desenvolvimento do câncer de mama, fique atenta às medidas e compartilhe com seus amigos, familiares e colegas! 

Nós do Tummi acreditamos que informação é o primeiro passo para uma vida com saúde. Vamos lá? 

Quem está no grupo de risco

Grupos de risco são indivíduos ou grupos de características que aumentam as chances do desenvolvimento de determinadas doenças. 

No caso do câncer de mama, fazem parte do grupo de risco: 

  • Mulheres (em cada 100 casos de câncer de mama, apenas 1 são homens);
  • Idade acima de 45 anos;
  • Presença de histórico familiar da doença;
  • Mulheres que não tiveram filhos ou tiveram após os 30 anos e ainda não amamentaram;
  • Mulheres que tiveram a primeira menstruação antes dos 12 anos;
  • Pacientes que passaram por radioterapia; 
  • Obesidade;
  • Consumo regular de bebidas alcoólicas; 

Medidas de prevenção do câncer de mama 

É verdade que muitos fatores do grupo de risco não podem ser evitados – por exemplo, nascer mulher, herança genética e o envelhecimento.

E que o câncer de mama também pode se desenvolver em mulheres jovens, ou que não se encaixam nos fatores. Mas será que isso significa que não há nada a fazer? Pelo contrário!

Existem medidas universais de prevenção que podem reduzir o risco do aparecimento da doença.

Alimentação equilibrada

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer – INCA, cerca de 20% dos casos de câncer em países em desenvolvimento são causados pela má alimentação. 

A insuficiência de nutrientes também possui relação com 35% das mortes pela doença. 

Manter uma alimentação equilibrada e variada em frutas, legumes, vegetais, boas fontes de gordura e proteínas é fundamental para o bom funcionamento do sistema imunológico e dos mecanismos de defesa do corpo. 

Além de medida de prevenção contra o câncer de mama (e diversos outros tipos de câncer), a alimentação adequada promove a boa saúde do corpo como um todo: é capaz de melhorar o humor, o funcionamento do intestino, da qualidade do sono e tantos outros processos importantes. 

Exercícios físicos 

São diversos os estudos que demonstram que o sedentarismo e a falta de atividade física estão ligados ao aparecimento do câncer de mama. 

Colocar o corpo em movimento auxilia na oxigenação celular, no controle da pressão arterial e a evitar a obesidade – fatores de risco para o desenvolvimento da doença. 

Um estudo realizado em parceria com o Ministério da Saúde constatou que 12% das mortes ocasionadas no Brasil por câncer de mama poderiam ser evitadas caso as mulheres praticassem exercícios físicos com regularidade. 

Evitar o consumo de bebidas alcoólicas

Mesmo o consumo moderado de bebidas alcoólicas já demonstrou aumentar a propensão do desenvolvimento do câncer de mama, especialmente em mulheres que apresentem deficiência de Ácido Fólico (vitamina do Complexo B). 

Uma das explicações é o fato de que o álcool possa afetar os níveis de estrogênio da mulher, contribuindo para a doença. 

Em uma revisão publicada pela University School of Medicine em Saint Louis, Estados Unidos, mesmo com o consumo de álcool igual ou inferior a uma dose diária, o risco de desenvolvimento do câncer sobe entre 4% e 15%

Além do autoexame das mamas que serve para identificar sinais precoces da doença, busque investir em medidas de prevenção do câncer de mama a longo termo! 

Sua saúde agradece. 

Até a próxima, 

Tummi.