Cientistas afirmam: o café pode ser uma arma contra o câncer

Uma grande notícia para quem aprecia um cafezinho! Uma pesquisa britânica descobriu que a quantidade de café ingerida pode estar relacionada com as chances de desenvolver câncer de fígado. Vou falar mais sobre o por que o café pode ser uma arma contra o câncer.

Mais café, menos câncer

Quanto mais café você bebe, menos provável é desenvolver câncer hepatocelular. Esta foi a descoberta da pesquisa que uniu pesquisadores da Universidade de Southampton e da Universidade de Edimburgo. O câncer hepatocelular é forma mais prolífica de câncer de fígado.

Foram analisados dados de 26 estudos envolvendo mais de 2,25 milhões de participantes.

A conclusão foi: pessoas que bebem 1 xícara de café por dia têm 20% de risco reduzido. Pessoas que bebem 2 xícaras por dia reduzem o risco em 35%. E quem ingere 3 xícaras por dia diminuiu o risco pela metade, ou seja 50%.

O autor chefe da pesquisa, importante pesquisador Faculdade de Medicina de Atenção Primária e Ciências da População da Universidade de Southampton, afirma que que o café possui uma série de benefícios para a saúde. Existem grandes evidências que o café pode ter um efeito significativo no risco de câncer de fígado. Além disso, o café tem capacidade analgésica e previne ataques cardíacos.

Prevenção fácil e acessível

O mais legal deste estudo é que pensando nele, os médicos poderão usar o café para ajudar na prevenção do câncer de fígado. A prevenção se torna barata e fácil, pois muita gente já tem esse hábito. Para quem não pode ou não gosta de café com cafeína, também pode usar o descafeinado. A pesquisa mostrou que o café descafeinado também afeta o risco desse câncer, mas a equipe não chegou a um valor exato.

Cuidado com os excessos

Essa pesquisa não precisa ser uma desculpa ou incentivo para aumentar o consumo de café.

Consumir muita cafeína pode ser perigoso. Ainda precisamos mais pesquisas que comprovem o fato até que o café possa realmente ser considerado medicamente.

Não existem, principalmente, pesquisas suficientes sobre os possíveis efeitos ao consumir grandes quantidades de cafeína ao longo do tempo. Sendo assim é melhor esperar mais informações para começar a usar como medida preventiva.

Mas existem grandes expectativas de que a prevenção do câncer de fígado seja tão acessível e gostosa quanto uma xícara de café!

Até a próxima,

Dra Alessandra Morelle