Controle da dor em pacientes com câncer: qual a importância?

2O controle da dor em pacientes com câncer é fundamental para garantir a sua qualidade de vida mesmo durante o tratamento.

De acordo com as estatísticas, 60% dos pacientes sentem dores razoáveis em alguma altura do tratamento. Essas dores são ocasionadas pela quimioterapia, pela radioterapia ou pela retirada do tumor. Quando não é aliviada de alguma forma, a dor gera ansiedade e estresse físico e emocional para o paciente e também aos seus cuidadores.

A dor oncológica prejudica, ainda, as funções cognitivas, o sono e a vida social do paciente. A existência e a intensidade das dores varia de acordo com o estágio da doença e sua localização. Os tumores situados em estruturas ósseas ou que distendem as cápsulas das vísceras, como o pâncreas e o fígado, ou localizados na cabeça e no pescoço, costumam proporcionar as dores mais intensas.

Manter o bom humor é muito importante para o paciente com câncer seguir seu tratamento mais confiante. Já falei sobre os impactos da negatividade na saúde humana neste post. Mas, não há otimismo que persista diante de fortes dores. Por isso, caso você ou a pessoa conhecida que está com câncer esteja passando por isso, continue a leitura para saber como proceder.

Como é feito o controle da dor?

O câncer causa desconforto que pode ter característica de agudo ou crônico. O controle da dor em pacientes com câncer pode ser realizado das seguintes formas:

  • utilizando medicamentos anti-inflamatórios, opióides, antidepressivos, anticonvulsivantes e corticóides;
  • quando a medicação não resolve, tratamentos intervencionistas como analgesia espinhal, vertebroplastias e procedimentos neurocirúrgicos são adotados para aliviar a dor.

Caso você ou a pessoa com câncer esteja com muitas dores, informe imediatamente ao médico que está acompanhando a doença, a fim de que a dor seja resolvida de forma eficaz e com o mínimo de efeitos colaterais possível. Após traçado o programa de controle da dor, é fundamental que as recomendações médicas sejam seguidas para que os resultados possam ser avaliados pela equipe responsável.

Ao seguir o tratamento de maneira correta é provável que o controle da dor seja mais eficaz.

Equipe multidisciplinar

Embora um oncologista seja o responsável pelo tratamento no geral, o controle da dor em pacientes com câncer é realizado por uma equipe multidisciplinar envolvendo outros oncologistas, cirurgiões, enfermeiros e clínicos com experiência em diversas opções terapêuticas.

Os esforços dessa equipe tem como objetivo proporcionar bem-estar ao paciente enquanto realiza o tratamento.

O auto cuidado é fundamental

Mesmo quando está se dedicando integralmente ao tratamento, o paciente com câncer deve investir na sua saúde emocional. Realizar atividades leves, assistir comédias, receber visitas de amigos e fazer alguns passeios auxiliam na sensação de bem-estar.

Passar muito tempo sozinho ou pensando na doença pode não ser uma boa ideia. Caso julgue necessário, procure orientação psicológica. Lembre-se de nunca ter vergonha de relatar as suas dores, sejam físicas ou emocionais, para as pessoas que cuidam de você, incluindo a equipe médica.

Espero que este artigo tenha resolvido as suas dúvidas sobre o controle da dor em pacientes com câncer.

Até a próxima!

Dra. Alessandra Morelle

Fechar Menu