Prevenção de Câncer Recorrente e Secundário

Felizmente a ciência avança, e na oncologia não poderia ser diferente. Hoje as chances de sobreviver e viver bem depois de um tratamento de câncer são muito maiores. Mas estes pacientes precisam enfrentar alguns percalços. Por isso hoje vou falar um pouco sobre a prevenção de câncer recorrente e secundário.

 

Entendendo os perigos

Nos dias de hoje, existem muito mais pessoas que conseguem sobreviver e ainda viver bem depois de tratar um câncer, do que antigamente. Mas estes pacientes correm certos perigos.

O câncer já tratado que volta a se manifestar é chamado de câncer recorrente. O desenvolvimento de um novo caso de câncer é chamado de câncer secundário.

Estas duas expressões são, infelizmente, comuns no dicionário de quem passa por um tratamento de câncer. Isso acontece porque em geral, todos os sobreviventes de câncer enfrentam a possibilidade de sofrer de câncer recorrente. E também estes têm um risco maior de desenvolver outro câncer, quando comparados a pessoas que nunca tiveram.

Ou seja: existe risco de voltar, e existe mais risco de desenvolver outro câncer, do que existia antes do tratamento. Pensando nisso, é interessante saber como é preciso se comportar para prevenir contra o câncer recorrente e o secundário.

 

Como lidar com isso

Primeiro é bem importante saber gerenciar o medo da recorrência e do desenvolvimento de outro câncer. Nesta hora equipe médica pode e deve auxiliar o paciente inclusive sugerindo terapias que ajudem a manter a saúde emocional. Meditação, socialização, religião, hobbies, tudo é extremamente benéfico e bem-vindo.

Os riscos de desenvolver um segundo câncer ou do câncer já tratado voltar a se desenvolver dependem de fatores variados, mas principalmente do tipo do câncer e da idade do paciente no momento do diagnóstico.

O risco de desenvolvimento de um segundo câncer existe mas é considerado pequeno. Estima-se que de 1 a 3% dos sobreviventes desenvolverão um câncer secundário.

Os motivos pelos quais alguns indivíduos diagnosticados com câncer estão mais propensos a desenvolver outro câncer não está claro. E é exatamente por isso que é importante tomar medidas para reduzir esse risco.

 

Mas o que se pode fazer

De acordo com o Instituto Americano de Pesquisa do Câncer, as recomendações básicas para a prevenção do câncer são as dez listadas abaixo. Depois de passar por um tratamento, os sobreviventes devem seguir estritamente estas recomendações para prevenir a recorrência ou um câncer secundário.

  1. Manter o peso saudável
  2. Praticar exercícios físicos
  3. Comer bem e de maneira saudável
  4. Priorizar uma dieta baseada em plantas
  5. Ingerir menos sal
  6. Reduzir ou cortar o álcool
  7. Reduzir a carne vermelha, cortar carnes processadas e embutidos
  8. Não fumar ou mascar tabaco
  9. Amamentar
  10. Evitar o uso de suplementos

É importante salientar que seguir à risca estas recomendações não representa exatamente uma garantia de uma vida livre de câncer. As recomendações servem para diminuir os riscos, e isso nunca vai significar que a culpa é sua, caso desenvolva um câncer. Escolher suas medidas de prevenção, de acordo com as possibilidades e diminuir os riscos ainda é a melhor saída.

 

O que toda mulher deve saber sobre Câncer de Mama?

Para Filtrar o Mar de Informações e orientar as mulheres sobre a importância da prevenção e da informação eu escrevi um eBook muito especial! Você pode acessá-lo gratuitamente clicando no botão abaixo:

Captura de Tela 2017-09-19 às 14.51.28

Dra Alessandra Morelle