Uma pesquisa americana publicada em maio deste ano sugere um aumento significativo no número de mulheres que enfrentam o câncer de mama em nível avançado nos Estados Unidos. O lado bom disso é que a pesquisa mostra que as mulheres com câncer de mama avançado estão vivendo mais.

Mais tempo de vida

A boa notícia é que o estudo também mostrou incidências de uma sobrevivência melhorada, em mulheres de todas as faixas etárias.

Considera-se que cerca de 150 mil mulheres convivem atualmente com a forma mais grave de câncer, quando a doença se espalhou além do peito.

Para mulheres com menos de 50 anos, em estudo realizado entre 1992 e 1994, a informação era que a taxa de sobrevivência de 5 anos era de 18%. Em pesquisas realizadas no período de 2005 a 2012 essa taxa dobrou, ou seja, subiu para 36%.

Considerando este tempo em meses, pode-se dizer que o tempo médio de sobrevivência aumentou de 22,3 para aproximadamente 39 meses. Elevando um pouco a faixa etária, entre o grupo de mulheres que possuem entre 50 e 64 anos, o tempo de sobrevivência saltou de 19 para cerca de 30 meses.

Melhores tratamentos

Pesquisadores do National Cancer Institute mostram que os dados são favoráveis. Eles defendem que as maiores taxas de sobrevivência foram alcançadas através de melhores tratamentos. Um dos exemplos citados foi o remédio Herceptin, aprovado no final dos anos 90. Esta droga consegue prolongar a vida de mulheres que passam por estágios agressivos da doença .

A pesquisadora chefe do departamento ressalta que a pesquisa não se aprofundou na motivação da diferença de sobrevivência entre as faixas etárias. Mas ela acredita que o motivo pelo qual os resultados apontam que as mulheres mais jovens sobreviveram mais tempo pode ser o fato delas estarem recebendo um tratamento considerado mais agressivo.

O estágio 4 é considerado o estágio mais avançado, onde as necessidade e cuidados são mais intensos. A pesquisa também buscou saber a como crescem o número de afetadas por este estágio. Estima-se que entre 1990 e 2010 este número tenha crescido cerca de 21%, e a previsão é que se eleve em um terço até 2020.

Mais esperança

O câncer de mama que apresenta metástase ainda é incurável, de acordo com os pesquisadores, mas não é mais encarado como uma sentença de morte imediata.

De acordo com os pesquisadores, novos tratamentos, terapias e cuidados adicionais podem levar estas mulheres a viver por anos. A qualidade de vida pode ser considerada razoável, uma vez que elas estarão passando por constante tratamento para manter a doença controlada.

O que toda mulher deve saber sobre Câncer de Mama?

Para Filtrar o Mar de Informações e orientar as mulheres sobre a importância da prevenção e da informação eu escrevi um eBook muito especial! Você pode acessá-lo gratuitamente clicando no botão abaixo:

Captura de Tela 2017-09-19 às 14.51.28

 

Um abraço,

Dra Alessandra Morelle