• Post author:

A vacinação contra a gripe ganha reforço neste ano, com a pandemia de coronavírus. As vacinas resguardam a população de doenças que prejudicam o sistema imunológico e são essenciais para blindar o organismo contra infecções e bactérias. Também, contribuem para a longevidade, já que estão na lista mundial dos mais importantes eventos para o aumento da expectativa de vida da humanidade, junto ao saneamento básico e à descoberta dos antibióticos.

Nesse momento complexo para a área da saúde no País, e somada à chegada do inverno, a vacinação contra a gripe se mostra essencial para evitar a sobrecarga dos hospitais. A imunização contra Influenza, em especial, tem grande eficácia e é considerada uma estratégia de alto impacto, pois ajuda a combater indiretamente a pandemia.

A aplicação de doses contra Influenza facilita o diagnóstico do novo vírus e reduz complicações. Isso porque se um paciente apresentar sintomas compatíveis com infecção pelo coronavírus, mas também por Influenza, como febre, tosse e cansaço, e tiver tomado previamente a vacina da gripe, o diagnóstico de Covid-19 se torna mais assertivo. Outra razão para optar pela imunização é evitar que uma pessoa fique debilitada por um quadro anterior de gripe e seja ainda mais afetada com o coronavírus.

A vacina contra a gripe é uma das mais seguras e eficientes no quesito da prevenção contra A/H1N1; A/H3N2 e Influenza B. Segundo o Ministério da Saúde, estudos demonstram que a vacina reduz entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonias, e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da doença relacionadas à influenza. Os idosos estão mais propícios a sofrer complicações e a vacinação ajuda a reduzir o número de hospitalizações.

A imunização é uma ferramenta para proteger os mais vulneráveis contra doenças respiratórias, que podem impactar o sistema imunológico e favorecer o aparecimento de outras infecções. Por todos esses motivos, a vacinação se mostra, mais do que nunca, fundamental. A vacina contra gripe é segura e salva vidas!