• Post author:

Contar a história do Tummi tem o objetivo de encher de coragem quem convive com o câncer.

A criação do Tummi tem tudo a ver com  a trajetória de quem descobre a doença. Foi durante o tratamento que a paciente Márcia Matos de Azevedo, que descobriu um câncer de mama, e o marido Evandro Dalbosco idealizaram o aplicativo em parceria com os médicos oncologistas Alessandra Morelle e Carlos Barrios.

Por se tratar de uma criação vinda de paciente e médicos, a história do Tummi reflete em suas funcionalidades. O objetivo do aplicativo é tornar o tratamento menos solitário e também fazer que o paciente tenha um monitoramento mais eficaz da sua rotina de cuidados.

Vamos entender mais sobre a história do Tummi?

Como começou?

Em 2016, Márcia, hoje com 44 anos, tinha acabado de se tornar mãe de uma menina e descobriu que estava com câncer de mama. Após o susto da notícia, iniciou imediatamente o tratamento. Ao consultar com regularidade a oncologista Alessandra Morelle, médica e paciente foram lapidando a ideia do aplicativo até torná-lo realidade.

O Tummi era um projeto da dra. Alessandra Morelle existente há algum tempo, porém, precisava de parcerias para sair do papel. Essa união de sucesso resultou no desenvolvimento do aplicativo que junta benefícios para médicos e pacientes em um único propósito: a cura do câncer. Ao longo do processo, mais um médico passou a integrar o time  de desenvolvimento, o dr. Carlos Barrios, além do marido da paciente, Evandro Dalbosco.

O nome Tummi faz referência a um tipo de faca usado pelos povos incas em cirurgias. Saiba mais sobre o Tummi acessando este artigo.

Vantagens do Tummi

O aplicativo pode ser baixado em Android e IOS de forma gratuita. O paciente ganha um verdadeiro aliado na sua jornada para vencer o câncer. O aplicativo tem espaço para um diário do tratamento, onde é possível relatar todos os sintomas e efeitos colaterais da medicação, além de suas emoções.

Esse registro é importante para que o paciente saiba relatar ao médico como vai o seu tratamento com detalhes. Muitas vezes, dores ou um desconfortos são passageiros e acabam esquecidos pelo paciente. Por isso, também não chegam ao conhecimento médico.

O Tummi possibilita, ainda, fazer uma agenda com os remédios para que o aplicativo emita um alarme, de forma a não perder nenhum horário de medicação. O mesmo vale para os dias de consulta, quimioterapia e radioterapia.

Outra de suas facilidades é reunir informações úteis sobre o câncer, sintomas frequentes e outras situações que podem ser consideradas incomuns ao paciente, afinal, não deixa de ser uma novidade. Ao acessar esses dados, o paciente pode ficar mais tranquilo e ter a noção exata de quando é o momento de acessar a rede de saúde.

O Tummi reserva um espaço de descontração para o paciente, com sugestões de músicas no Spotify e recomendações de leituras para passar o tempo do tratamento com mais qualidade. O aplicativo foi lançado em setembro de 2017 e já conta com diversos downloads.

Se o seu médico ainda não conhece, converse com ele sobre essa novidade e avaliem os benefícios de adotar a tecnologia no seu tratamento.

Espero que tenha gostado de conhecer a história do Tummi. Até a próxima!